Marcos Rosales

Dados
Data de nascimento 08/03/1969
Peso 90 kg
Altura 183 m
Nacionalidade Brasileiro
Quando começou 2006
Graduação Faixa Preta
Melhor Luta

Titulos

1- Quando e com qual idade você começou a treinar Jiu-Jitsu?
R.

2- Por qual motivo você escolheu o Jiu-Jitsu e não outras artes?
R.

3- Qual sua posição / finalização favorita?
R.

4- Pratica outra arte marcial ou algum outro esporte além da Arte Suave?
R.

5- O que o Jiu-Jitsu te ensinou fora dos tatames?
R.

6- Aonde começou a treinar? Por quais equipes já passou? Em qual está agora?
R.

7- Qual sua dieta na semana e no dia da competição?
R.

8- Quais são seus ídolos dentro e fora do esporte?
R.

9- Qual a luta mais difícil da sua carreira, e por quê?
R.

10- Uma frase ou uma filosofia de vida:
R.

Titulos

Redes Sociais

Clique abaixo:
Facebook  Instagram 

André Macedo

Dados
Data de nascimento 08/12/1974
Peso  85 kg
Altura  1,71 m
Nacionalidade  Brasileiro
Quando começou  1995
Graduação  Faixa Preta
Melhor Luta

Titulos

1- Quando e com qual idade você começou a treinar Jiu-Jitsu?
R.

2- Por qual motivo você escolheu o Jiu-Jitsu e não outras artes?
R.

3- Qual sua posição / finalização favorita?
R.

4- Pratica outra arte marcial ou algum outro esporte além da Arte Suave?
R.

5- O que o Jiu-Jitsu te ensinou fora dos tatames?
R.

6- Aonde começou a treinar? Por quais equipes já passou? Em qual está agora?
R.

7- Qual sua dieta na semana e no dia da competição?
R.

8- Quais são seus ídolos dentro e fora do esporte?
R.

9- Qual a luta mais difícil da sua carreira, e por quê?
R.

10- Uma frase ou uma filosofia de vida:
R.

Titulos

Redes Sociais

Clique abaixo:
Facebook  Instagram 

Por que Jacaré desperdiçou a chance de disputar o tão sonhado cinturão

Ronaldo Jacaré

Ronaldo Jacaré em luta pelo UFC

Pouco tempo antes de o título do peso Médio do UFC ser posto a prova no evento número 199 da maior liga de MMA, o desafiante do campeão Luke Rockhold, Chris Weidman, informava que não participaria do evento no dia 4 de junho, em Las Vegas, pois lesionou o pescoço.

Logo após o anúncio os holofotes miravam apenas um atleta: Ronaldo Jacaré. O Manauara que, vinha de uma vitória histórica por nocaute técnico ainda no primeiro round sobre Vitor Belfort, surpreendeu todos ao anunciar que não participaria da luta devido a uma operação no menisco.

Em uma de suas redes sociais o atleta, que havia sido sondado por Dana White explicou…

Recebi o convite do UFC para substituir o lesionado Chris Weidman na luta pelo cinturão da categoria peso-médio (até 84,1kg) no UFC 199, dia 4 de junho, contra o Luke Rockhold, atual campeão da divisão. Todos sabem da minha imensa vontade de lutar pelo título e, se possível, isso acontecer em um reencontro com o Rockhold. Porém, não posso deixar a emoção sobrepor a razão.

Com a abdicação, quem disputará o título no lugar de Jacaré será o chipriano Michael Bisping – 28 vitórias/ 7 derrotas. O lutador está em sua melhor fase, porque vem de três vitórias importantes: uma sobre CB Dollaway, Thales Leites e Anderson Silva – que chegou a comentar que era a maior conquista de sua vida. A luta terá um gosto de revanche, afinal os dois já se enfrentaram no UFC em 2014, quando Rockhold – 15 vitórias/ 2 derrotas – atropelou Bisping aplicou um knockdown e depois finalizou o lutador. Quem será o novo dono do tão desejado cinturão do peso Médio?

Leia a carta de Ronaldo Jacaré na integra:

Recebi o convite do UFC para substituir o lesionado Chris Weidman na luta pelo cinturão da categoria peso-médio (até 84,1kg) no UFC 199, dia 4 de junho, contra o Luke Rockhold, atual campeão da divisão. Todos sabem da minha imensa vontade de lutar pelo título e, se possível, isso acontecer em um reencontro com o Rockhold. Porém, não posso deixar a emoção sobrepor a razão.

Quando faltava uma semana para a luta contra o Belfort, senti um incomodo no joelho direito, mas mesmo assim fui para a batalha. Lutei bem, mas deixei o octógono mancando. Já na segunda-feira seguinte ao combate, fui conduzido pelo Dr. Rickson Moraes ao ortopedista especialista em joelho, o Dr. Alexandre Campello, que me avaliou e recomendou uma ressonância para analisar melhor a situação. Enquanto aguardava pelo resultado do exame, soube da lesão do Weidman. Assim, só poderia responder o convite do UFC quando soubesse o que tinha no joelho. Na tarde desta quarta-feira, dia 18, com o resultado da ressonância, ficou decidido que passarei por uma artroscopia já nesta quinta-feira, 19, como parte do processo de recuperação de uma pequena lesão no menisco.

Com isso, fico impossibilitado de estar apto para uma luta tão importante no dia 4 de junho. Michael Bisping é o novo desafiante, e desejo a ele e ao Rockhold uma grande luta. Quero enfrentar o vencedor dessa disputa em breve, e, independente do vencedor, estarei pronto para destruir e ser o novo campeão da categoria.

Aproveito a oportunidade para agradecer pelo carinho que tenho recebido dos meus fãs, seja pessoalmente ou via redes sociais. São milhares de mensagens diariamente, sempre de apoio e me parabenizando pelo trabalho que venho desenvolvendo. Fico muito feliz por isso. Agradeço também ao UFC pela compreensão, e dizer também o meu ‘muito obrigado’ a todos os membros da minha equipe.

Por: Murilo Carini

Roberto Souza “Bocão”

Dados
Data de nascimento  09/05/1978
Peso  88 kg
Altura  1,80m
Nacionalidade  Brasileiro
Quando começou  2000
Graduação  Faixa Preta
Melhor Luta

Titulos

1- Quando e com qual idade você começou a treinar Jiu-Jitsu?
R. Comecei a treinar jiu-jitsu com 21 anos em São Bernardo do Campo com o Professor Pitoco da equipe Infight, ainda na faixa branca conheci meu Mestre Daniel Simões no antigo AD São Caetano e desde a atual data faço parte da Ryan Gracie ABCD.

2- Por qual motivo você escolheu o Jiu-Jitsu e não outras artes?
R. O Motivo creio que o de muitos foi assistindo o inicio do UFC as lutas de  Royce Gracie.

3- Qual sua posição / finalização favorita?
R. Guarda / Triangulo e Omoplata.

4- Pratica outra arte marcial ou algum outro esporte além da Arte Suave?
R. Nas horas vagas curto andar de long com a minha filha.

5- O que o Jiu-Jitsu te ensinou fora dos tatames?
R. Ser persistente, jamais desistir.

6- Aonde começou a treinar? Por quais equipes já passou? Em qual está agora?
R. Comecei na infight em 2000 treinei por pouco tempo e entre 2000 / 2001 e desde atual data faço parte da Ryan Gracie ABCD / Daniel Simões.

7- Qual sua dieta na semana e no dia da competição?
R.  Não faço dieta, evito frituras, refrigerante e doces somente isso.

8- Quais são seus ídolos dentro e fora do esporte?
R. Dentro do tatame, Nino Schembri meu mestre Daniel Simões, Marcelo Garcia, Vitor Shaolin, Rubens Cobrinha…..fora dos tatames meus pais e meus irmãos.

9- Qual a luta mais difícil da sua carreira, e por quê?
R. Contra o Jackson Souza na primeira etapa do Circuito Paulista em 2009, por quê ele é um excelente atleta e nesta luta tive que dar o meu melhor na luta.

10- Uma frase ou uma filosofia de vida:
R. Tudo posso Naquele que me Fortalece – Filipenses 4:13

Titulos
Clique para conferir

Redes Sociais

Clique abaixo:
Facebook  Instagram 

Alexandre Di Santis

Dados

Data de nascimento  19/04/1979
Peso 90 kg
Altura 1.80m
Nacionalidade Brasileiro
Quando começou 2002
Graduação Faixa Preta
Melhor Luta

Titulos

1- Quando e com qual idade você começou a treinar Jiu-Jitsu?
R. Em 2002, com 23 anos.

2- Por qual motivo você escolheu o Jiu-Jitsu e não outras artes?
R. Por causa da sua eficiência.

3- Qual sua posição / finalização favorita?
R. ArmLock

4- Pratica outra arte marcial ou algum outro esporte além da Arte Suave?
R. Já Pratiquei Capoeira e Boxe.

5- O que o Jiu-Jitsu te ensinou fora dos tatames?
R. Ensinou a ser um Ser humano melhor.

6- Aonde começou a treinar? Por quais equipes já passou? Em qual está agora?
R. Ryan Gracie,Brasa e Checkmat.Hj eu continuo na Checkmat.

7- Qual sua dieta na semana e no dia da competição?
R.

8- Quais são seus ídolos dentro e fora do esporte?
R. Ayrton Senna  e Leo Vieira.

9- Qual a luta mais difícil da sua carreira, e por quê?
R. Foi contra mim mesmo por nunca ter desistido da minha carreira no Jiu Jitsu.

10- Uma frase ou uma filosofia de vida:
R. Ao entrar no Tatame esqueça o seu ego do lado de fora.

Titulos
Redes Sociais

Clique abaixo:
Facebook  Instagram 

Victor Mendonça

Dados
Data de nascimento 09/10/1981
Peso 79 kg
Altura 1,74m
Nacionalidade Brasileiro
Quando começou 1997
Graduação Faixa Preta
Melhor Luta

Titulos

1- Quando e com qual idade você começou a treinar Jiu-Jitsu?
R. – Comecei aos 17 anos.

2- Por qual motivo você escolheu o Jiu-Jitsu e não outras artes?
R. – Pela eficiência na defesa pessoal.

3- Qual sua posição / finalização favorita?
R. – Triângulo da montada.

4- Pratica outra arte marcial ou algum outro esporte além da Arte Suave?
R. – Pratico musculação e mma.

5- O que o Jiu-Jitsu te ensinou fora dos tatames?
R. – Sempre manter a calma pra resolver os problemas.

6- Aonde começou a treinar? Por quais equipes já passou? Em qual está agora?
R. – Iniciei com o professor Murilo Santana. Hoje estou na B9/Unity.

7- Qual sua dieta na semana e no dia da competição?
R. – Dieta rica em carbo. No dia procuro usar isotônicos e comer frutas secas.

8- Quais são seus ídolos dentro e fora do esporte?
R. – Demian Maia, Rafael Mendes e Murilo Santana.

9- Qual a luta mais difícil da sua carreira, e por quê?
R. – Contra as Lesões, sempre me afastaram nas melhores fases.

10- Uma frase ou uma filosofia de vida:
R. – Todo esforço será recompensado.

Titulos
Redes Sociais

Botucatuenses vão disputar o Pan-americano de Jiu-jítsu em Los Angeles

ronaldo_chavesBotucatuenses e jauenses da academia Checkmat Brasilian Jiu Jitsu estarão disputando o Panamericano de Jiu-Jitsu em Los Angeles nos dias 19 e 20 de marco. No total 5 lutadores da Academia de Botucatu estarão em disputa nos tatames.Ronaldo Chaves, experiente lutador, estará novamente chefiando a equipe nesta importante competição. Com o Know-how de ter disputado diversas vezes a competição, ele afirma que a expectativa é de pódio para todos que daqui vão partir para a disputa em solo norte americano.  “Temos boas condições, são esportistas que estão treinando duro todos os dias. Há três meses estamos nos preparando para o Panamericano. Acho que podemos pegar pódios”, coloca Chaves.Estarão em disputa os seguintes lutadores em suas respectivas categorias:Ronaldo Chaves – faixa preta/peso médio master 2
Paulo Prado – faixa preta / adulto meio pesado
José Avino – faixa marrom / meio pesado master 3
Daniel Prado – faixa roxa / médio master 1
Alessandro Scudilho – faixa roxa / peso pena master 1

Favoritismo brasileiroRonaldo Chaves diz que nas artes marciais os brasileiros estão no domínio, e não será diferente do Pan-americano de Jiu Jitsu. “Nossos adversários são os brasileiros, sem dúvida. Os maiores nomes do Jiu Jitsu são daqui. Mas digo que podemos surpreender, pois temos o José Avino que é campeão Pan-americano da sua categoria, eu já conquistei títulos internacionais, ou seja, com os cinco temos condições”, diz Chaves.Mas como o Brasil deixa a desejar no incentivo ao esporte, a equipe ainda precisa de patrocinadores para fechar o orçamento da viagem. “A preparação é cara, pois você precisa de um bom local para se hospedar, uma boa alimentação, entre outras coisas. Estamos indo para uma das competições mais importantes do mundo, não podemos expor a equipe em condições desfavoráveis em uma preparação”, explica.Nas últimas semanas a equipe Checkmat sofreu um grande revés. Assaltantes levaram boa parte dos recursos que seriam utilizados na competição que se aproxima. “Na academia de Jaú entraram e levaram uma quantia considerável. Foram R$ 4 mil entre dinheiro e equipamentos. O que foi furtado seria aplicado em nossa viagem”, finaliza Chaves. Agora os cinco lutadores estão na luta por patrocínio para representar Botucatu, contando nesse momento apenas com a ajuda de amigos e rifas. Atualmente eles recebem apoio da Mundo Verde, Corpo ideal suplementos e Koral kimonos.

Fonte: Acontece Botucatu

Paulo Batista

Dados
Data de nascimento 16/06/1982
Peso  68kg
Altura  1,62 m
Nacionalidade Brasileiro
Quando começou  2004
Graduação Faixa Preta
Melhor Luta

Titulos

1- Quando e com qual idade você começou a treinar Jiu-Jitsu?
R. Em 2004, já com 22 anos.

2- Por qual motivo você escolheu o Jiu-Jitsu e não outras artes?
R. Conheci o Jiu Jitsu pela TV e me identifiquei muito. Procurei uma academia e comecei a treinar.

3- Qual sua posição / finalização favorita?
R. Minha especialidade é a meia guarda. Gosto de finalizar na pegada pelas costas.

4- Pratica outra arte marcial ou algum outro esporte além da Arte Suave?
R. Não.

5- O que o Jiu-Jitsu te ensinou fora dos tatames?
R. Me ensinou respeito, paciência, estratégias para lidar com as dificuldades da vida e autoestima.

6- Aonde começou a treinar? Por quais equipes já passou? Em qual está agora?
R. Comecei a treinar com o Professor Renato Garcia, aluno do Sebastian Lalli. Em meados de 2005 fui treinar com o Sebastian, e acompanho ele até hoje. Fomos da Equipe 1, depois Brasa, e agora Checkmat.

7- Qual sua dieta na semana e no dia da competição?
R. Procuro uma alimentação com pouca gordura, muita proteína e zero açúcar. Na semana da competição como muito carboidrato e evito muita proteína.

8- Quais são seus ídolos dentro e fora do esporte?
R. Léo Vieira, Sebastian Lalli, Guilherme Mendes, Ayrton Senna e Muhammad Ali.

9- Qual a luta mais difícil da sua carreira, e por quê?
R. Na faixa roxa, contra o Paulo Myao, no mundial da CBJJE.

10- Uma frase ou uma filosofia de vida:
R. “Tudo posso naquele que me fortalece.”

Titulos
Clique para conferir

Redes Sociais

UFC confirma Dos Anjos X McGregor por cinturão; Holly encara Miesha Tate

poster-oficial-do-ufc-197-que-tera-a-disputa-do-cinturao-dos-leves-entre-rafael-dos-anjos-e-conor-mcgregor-1452633882874_615x300

Acabou a espera! Após dias de especulações, o duelo entre Rafael dos Anjos e Conor McGregor, valendo o cinturão dos leves do UFC, foi confirmado pela organização para o UFC 197, que acontecerá dia 05 de março, em Las Vegas. No mesmo evento, Holly Holm fará sua primeira defesa de cinturão contra Miesha Tate

A informação divulgada pela organização só corroborou o que já vinha sendo especulado nos últimos dias. Dana White, presidente do UFC, já havia declarado após o UFC 194 que Conor McGregor provavelmente subiria de categoria para enfrentar o brasileiro. Entretanto, Dana ressaltou que McGregor precisaria abrir mão do cinturão recém-conquistado dos penas, que pertencia a José Aldo. Porém, tudo isso foi desfeito, já que Conor McGregor poderá permanecer com os dois cinturões caso derrote o brasileiro. A luta também esteve ameaçada após McGregor exigir um pagamento maior para enfrentar o brasileiro, mas o problema também foi superado.

Apesar de ter sido confirmado agora, a troca de farpas entre os lutadores já começou. Após o novo campeão dos penas afirmar que a luta será “apenas outra noite de trabalho fácil”, foi a vez de uma provocação do lado do brasileiro, que disparou duras criticas ao novo adversário em entrevista ao site oficial do UFC.
“Estou muito feliz em finalmente poder meter a mão nesse falastrão. Quero convocar a torcida de todos os brasileiros. Ele tirou o cinturão do José Aldo, que estava dez anos invicto, tenho certeza que todos os brasileiros estão ansiosos para ver eu dar uma surra nele”, disparou Dos Anjos, que complementou.
“Tivemos uma grande perda com o José Aldo, todo mundo pensava que ele ia ganhar. O McGregor teve um bom momento, porque não acho que teve luta. O Aldo ganharia nove de dez lutas entre eles. Quero convocar todos os brasileiros para torcerem e me apoiarem nessa batalha. Vou vingar a vitória do José Aldo e trazer alegria para o Brasil”, avaliou o campeão.
Rafael dos Anjos ainda revelou que não desafiou ninguém, mas que estava pronto para dar boas-vindas ao irlandês à categoria dos leves, já que ele trabalhou muito para chegar até ali e Conor McGregor conseguiu a oportunidade de furar a fila apenas por suas provocações. Para “colocar o irlandês em seu lugar”, Dos Anjos declarou que enfrentaria o irlandês até em sua terra natal.
“Já tinha falado com o Dana White e o Lorenzo Fertitta que aceitaria lutar na Irlanda. Muitos lutadores estão querendo essa luta apenas pela questão financeira. Lógico que todo mundo precisa de dinheiro, mas o mais importante para mim é resolver a situação que ele criou. Esse cara falou que batia até em Jesus Cristo, ele vai pagar por essa blasfêmia. Ele já perdeu a luta para mim naquele momento, só estou esperando chegar dia 5 de março para provar isso”, concluiu o campeão.
Quem também ressaltou as palavras de Rafael dos Anjos foi o treinador do campeão, Rafael Cordeiro, que já havia criticado o irlandês quando o mesmo pediu para treinar na King´s MMA.
“É importante esclarecer que esse foi um pedido de McGregor. O Rafael está realmente feliz em ‘recebê-lo’ de uma forma brutal na divisão dos leves”, afirmou ao site Sherdog Rafael Cordeiro, líder da equipe que também conta com Fabricio Werdum, campeão dos pesados.
“É um lutador que nós realmente acreditamos que ele pode derrotar. Ele está vindo de uma divisão mais leve, e ele pode ter certeza de que enfrentará um campeão forte, que não vai mudar seu estilo. O McGregor já provou ser um grande atleta, mas nós temos cinco rounds para derrotá-lo, e o Rafael está faminto para acabar com ele, não apenas física, mas espiritualmente, e quebrar sua alma dentro do octógono”, ameaçou o técnico, que ainda complementou.
“Eu aposto que Rafael vai derrota-lo de uma forma brutal, do mesmo modo que ele tem encerrado suas últimas lutas”, concluiu Cordeiro.

Holly fará primeira defesa de cinturão contra Miesha Tate

 

Outra possibilidade que era ventilada nos últimos dias foi confirmada pelo UFC. Holly Holm, que chocou os fãs de MMA ao nocautear Ronda Rousey, irá realizar sua primeira defesa de cinturão contra Miesha Tate.

Reprodução/Instagram

hollyholm

Holly Holm fará 1ª defesa de cinturão do UFC contra Miesha Tate

Miesha já tinha sido anunciada para enfrentar Ronda pelo título, mas como já havia sido derrotada em outras duas oportunidades, acabou preterida por Holly, que derrotou a ex-campeã. Com Ronda afastada do octógono para cuidar de projetos pessoais e se aprimorar, a chance de disputar o cinturão “caiu no colo” da primeira colocada do ranking do peso galo feminino.

Esta semana, o treinador de Holly,Mike Winkeljohn, chegou a afirmar que Miesha seria uma luta mais perigosa para a campeã.

“O mais difícil para Holly na luta contra Ronda foi enfrentar este status de lenda e a pressão, que estava incrível. Embora ser o desafiante também coloque bastante pressão na pessoa. São estilos diferentes. A Miesha Tate irá sair atropelando durante todo o tempo, enquanto a Ronda estava tentando finalizações rápidas. Há uma diferença em como essas coisas se desenrolam. Miesha é mais perigosa do que Ronda em diversos aspectos. Não no geral, mas em diferentes aspectos da luta, muitas mulheres podem ser mais duras do que a Ronda”, concluiu o treinador.

 

Fonte : Uol Esporte (link da matéria)

Promessa do jiu-jitsu fecha 2015 com 22 medalhas e visa lutar na Califórnia

tavares01Thiago Tavares tem muito o que comemorar em 2015. O lutador, promessa no jiu-jitsu, conquistou nada menos que 22 medalhas (17 de ouro, três de prata e duas de bronze). Três delas, aliás, foram conquistadas em competições internacionais: duas na Alemanha e uma na Argentina. Aos 15 anos, ele festeja a temporada quase perfeita. Isso mesmo, pois mesmo ganhando praticamente tudo que disputou ainda faltou uma medalha em especial: a do Mundial de Abu Dhabi.

– Apesar de todas as minhas conquistas em 2015, infelizmente faltou a medalha dos meus sonhos no Mundial de Abu Dhabi. Mas não vou desistir jamais. O momento é de agradecimentos. Todos que me apoiam têm parcelas importantes na minha carreira. Devo muito ao meu mestre André Cavalcante da Silva e aos meus pais – disse o jovem lutador.

Tavares, natural de São Pedro, no interior de São Paulo, curte férias escolares. Mesmo assim, não deixa de pensar quais serão seus principais passos em 2016. Além do sonho de conquistar a tão sonhada medalha em um Mundial, o jovem também projeta um novo desafio: lutar na Califórnia, nos Estados Unidos, no mês de maio.

– Batalho para lutar na Califórnia em maio de 2016. Vou continuar vendendo rifas e comidas, como italianas e japonesas, para juntar dinheiro e custear a viagem – completou o competidor, que ainda precisa travar essa outra batalha fora do tatame.

 

Fonte: Globo Esporte (publicado aqui)